Como economizar na compra de material

Como economizar na compra de material de desenho? Em tempo de crise, a grana diminui e os preços sobem… E para fazer bons trabalhos, muitas vezes o desenhista precisa de materiais de qualidade, o que quase sempre significa pagar mais. O que fazer? Calma, temos para você algumas dicas legais de como economizar!

  • Conserve com cuidado o que você já tem, e vai evitar muita despesa com material estragado ou que acaba antes do tempo. Sempre tampe suas canetas depois de usar, lave bem penas e pincéis, guarde papéis em lugar seco e protegido do sol.
  • Planeje suas compras, não seja pego de surpresa! Imagine se, no meio de um trabalho que precisa ser entregue com urgência o material acaba? Vai ter que comprar correndo, certo? E aí, na pressa e no desespero, as chances de você acabar pagando mais caro aumentam. Fazendo suas compras de forma planejada, sem afobação, dá para pesquisar preços e marcas, calcular com calma o custo-benefício de cada produto, enfim, permite que você otimize os seus recursos.
  • Antes de comprar, pense bem para quê você vai usar o material. Se, por exemplo, você vai comprar material para fazer tirinhas em preto-e-branco e postar na internet, não vai precisar gastar uma fortuna com papéis super especiais e nanquim de primeira.
  • Um pacote de papel sulfite 90 gr, lápis, borracha e caneta descartável custam relativamente pouco, e são usados para fazer MUITA coisa: aquecimento, esboços, e até mesmo páginas de quadrinhos, dependendo da técnica usada. Eles são o básico, tenha sempre uma boa quantidade à mão. Já papéis especiais, tintas e outros materiais mais caros podem ser comprados em quantidade menor.

Veja também: 17 dicas para aprender a desenhar

E agora, algumas dicas sobre materiais específicos:

  • Para trabalhos que serão entregues em formato digital (e portanto sem preocupação com durabilidade), aquele nanquim escolar super barato da Acrilex ou Corfix dá conta do recado perfeitamente, pode usar sem medo. Mas atenção, isso só vale para uso com pena e pincel! Não use em canetas nanquim recarregáveis, pois podem entupir.
  • A borracha Soft, da Pentel, não custa caro (cerca de 2~3 reais contra 11~12 reais das linhas profissionais da Staedler e Mono), e é de boa qualidade.
  • A caneta Stabilo 88 custa menos que as canetas descartáveis das marcas mais famosas como a Sakura (5~6 reais contra 15~16 reais) e dá pra quebrar um galho. Ela é uma caneta multiuso, não é nanquim e só tem ponta 0.4, não tem mais fina que isso. Mas, para uma emergência, serve bem, a tinta apesar de não ser nanquim é de boa qualidade.

 

Esperamos que estas dicas de como economizar na compra de materiais tenham ajudado você. Afinal, em tempos de grana curta, vale otimizar cada centavo, não é mesmo?

 

 

(*) Os preços mencionados na matéria foram pesquisados nas lojas de São Paulo-SP, em junho de 2017.

 

 

The following two tabs change content below.

Equipe HnP News

Latest posts by Equipe HnP News (see all)